Audiologia

Perda Auditiva

O diagnóstico da perda auditiva é feito por meio de avaliação audiológica.

A perda auditiva pode ser classificada de acordo com o grau (quanto de intensidade ouvimos) e tipo (condutiva, sensorioneural ou mista). A perda condutiva afeta as orelhas externa e média, que são responsáveis por conduzir o som do meio ambiente até a orelha interna. A perda sensorioneural afeta a orelha interna e o nervo da audição. Na perda auditiva mista, há alterações tanto condutiva quanto sensorioneural.

Os três tipos de perda podem acometer pessoas de diferentes faixas etárias, alguns são mais frequentes na população infantil, outros em adultos. Há tipos que acometem apenas os idosos, a chamada presbiacusia. O envelhecimento é um fenônimo biológico normal que ocorre em todo o corpo, inclusive na audição. Entretanto, o envelhecimento é diferente para as pessoas, elas podem ou não ter perda auditiva.

A perda auditiva condutiva pode estar associada a crianças respiradoras orais com recorrência de gripes, infecções no nariz, garganta e otites constantes. É importante ficar atento se a criança: não escuta bem; têm dificuldade de ouvir em presença de barulho; demora para responder perguntas ou cumprir ordens; e/ou considerada desatenta.

Se você ou seu filho tem dificuldade em ouvir, marque uma consulta para avaliar sua audição e, caso necessário, indicá-lo a melhor prótese auditiva.

©  2019     Fonoaudiologia São Paulo

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • Branco Ícone Google+
  • White LinkedIn Icon

Rua Voluntários da Pátria, 2525 - Cj.32

Santana - São Paulo, SP - 02401-000